August 19, 2016
Ricardo
Peloi

Techbeer Drops #1 - Tecnologia em Games, E3 e Realidade Virtual

A indústria do entretenimento tem muitas variações: música, cinema e é claro, games. Assim como as obras evoluíram, também avançou a tecnologia em games!

O maior evento para novas tendências e tecnologias em games

Em junho de 2016 aconteceu o evento mais esperado da indústria dos Games, a famosa Electronic Entertainment Expo, também chamada de E3 pelos íntimos.Nesse evento, surgem tendências e novidades de games, empresas, produtoras e desenvolvedoras. É um evento muito esperado pelos anúncios de games modernos, divertidos e tecnológicos.E esse ano, rolou muita tecnologia, principalmente em termos de Realidade Virtual (Virtual Reality, VR) e Inteligência Artificial.Isso em uma indústria que gera bilhões de dólares por ano, além de gerar inúmeras novas tecnologias em termos de processamento de dados, computação gráfica e hardwares, e também de novas lógicas e técnicas de design e interatividade.

A evolução dos games

Ao longo dos anos, a tecnologia em games evoluiu rapidamente, passando dos simples jogos em processadores de 8 bits nos anos 80 para os múltiplos processadores, com gráficos ultra-realistas, som Surround de alta qualidade e até diferentes formas de controlar, como o controle de toque e de movimento.Mas é claro que essa enorme indústria não para por aí. Outras tecnologias de ponta estão começando a ser aplicadas nos Games.Exemplos são a Realidade Virtual, a Inteligência Artificial e o Reconhecimento de Voz.O primeiro deles, também chamado de VR, foi a grande atração da E3 desse ano. Com diversas empresas explorando essa novidade, o número de games Demonstração e promessas de features diversas em games no futuro explodiu nessa E3.Se você nunca viu o conceito, a Old Irish, cerveja irlandesa tradicional, fez uma propaganda bem legal com Realidade Virtual:

O segundo é um sonho antigo da humanidade com a computação. Os primeiros pensadores e teóricas da computação ponderaram se as máquinas um dia poderiam pensar e processar dados como o cérebro humano. Até hoje não temos uma resposta, mas já temos aplicações incríveis.Uma dessas aplicações é o Reconhecimento da Voz humana, que vêm sendo muito explorado nos dispositivos móveis, com os assistentes virtuais da Apple (a Siri) e o Google Now.Inclusive, já fizemos um episódio do Techbeer sobre Machine Learning, uma das formas de criar a Inteligência Artificial. Também já listamos aqui nossas APIs preferidas sobre o assunto. Algumas dessas APIs inclusive são gratuitas ou oferecem diversas funcionalidades sem que seja necessário gastar um centavo!Agora, imagine nos Games!As tecnologias de inteligência e reconhecimento de voz permitiriam que os jogadores dessem comandos, interpretados e executados em tempo real.O resultado é algo imersivo, uma verdadeira Experiência, em que um jogador poderia controlar as ações do seu personagem ou do mundo à sua volta somente com a voz e com controles de movimento, enquanto vê gráficos ultra realistas e ouvem som de última qualidade.Ou seja, parecido com o mundo real, só que menos real =)Só vai faltar sentir dor!E quando começarmos a sentir a dor, aí estaremos na Matrix de vez.

O primeiro Techbeer Drops

Até aqui, tivemos 4 episódios do podcast Techbeer, os quais podem ser conferidos aqui.E o que é esse tal de "Drops"?Se você acompanhou os últimos episódios (recomendadíssimo!), deve ter percebido que temos um formato com convidados, uma cerveja gourmet diferente a cada programa e um papo que dura cerca de uma hora, muitas vezes aprofundado e cheio de dicas para o ouvinte.Na versão Drops, é tudo diferente. O papo rola somente comigo e com o Eike Malavasi, sem demais convidados e falando sobre algum assunto com um tom mais leve, mais rápido (nesse primeiro, 37 minutos) e sem gourmetização!É como se fosse o filho pobre, porém estiloso do Techbeer!Esperamos que você curta o primeiro Drops, e deixe seu feedback aqui nos comentários. Aproveite, abraço!

Baixe:

DownloadSoundcloudiTunes

Informações adicionais para o seu deleite

Hardwares citados:

Games e notícias:

Tecnologia nos Games:

Dados e estatísticas sobre a indústria dos Games:

  • Em 2000, os videogames foram banidos na China, e depois novamente permitidos em 2013. Hoje, o público-alvo games de lá é maior que a população inteira dos EUA (Fonte);
  • Movimenta bilhões de dinheiros, e tem mais rendimento (segundo o Gartner, já passou de 100 bilhões de dólares em 2015) que as indústrias da música e do cinema (Hollywood) somadas!
  • Primeiro bilhão da indústria dos games: Space Invaders em 1981 (Fonte);
  • 11% da população brasileira se considera gamers (Fonte).

Obrigado pela leitura!

Voltar ao arquivo