May 14, 2019
Flávio
Pimenta

Sensedia no TDC 2019

A Sensedia entende como é importante a participação de seus profissionais em eventos relevantes na área de tecnologia, prova disso foi a presença de 15 profissionais das bases de Campinas e Rio de Janeiro na edição Florianópolis do The Developers Conference - o TDC. Com cerca de 10.000 inscritos em diversas trilhas distribuídas entre os dias 23 a 27 de Abril, esta foi a maior edição do TDC até o momento.A troca de conhecimento em um evento deste porte é muito rica. Eu digo que muitas vezes um bate papo de 10 minutos pode ser mais produtivo que horas de pesquisas e provas de conceito. Já ouvi em um meetup a frase: “Você não vê mecânicos de montadoras diferentes conversando sobre a melhor forma de resolver um determinado problema”, já na área de Tecnologia, a troca de conhecimento entre profissionais de empresas que são até concorrentes acaba por ajudar no crescimento de ambos. Pude trocar muito conhecimento e planejar atividades para Campinas e Porto Alegre no stand da comunidade Papo de Sysadmin que é referência em fomentar eventos para comunidades de tecnologia, em especial sobre cultura DevOps e aplicação prática de ferramentas que nos ajudam no dia-a-dia.Durante o TDC tive a oportunidade de palestrar em duas trilhas: DevTest e DevOps. Na trilha de DevTest eu trouxe algumas experiências vividas em testes de performance, que muitas vezes são negligenciados, mas são importantes e podem fazer a empresa economizar muito em infraestrutura e na experiência de uso do cliente.Também fiz uma demonstração rápida com o locust que é uma ferramenta nova, escalável e que vem ganhando bastante adoção. Compartilhei minhas principais dificuldades em realizar e medir os resultados de um teste de performance de forma a não ter dados viciados. Os detalhes da trilha de DevTest podem ser vistos nesse link. E o conteúdo completo apresentado por mim, está disponível para download aqui.Em DevOps a minha contribuição foi com uma palestra conceitual sobre os problemas que decorrem de ações precipitadas na tomada de decisões na construção e manutenção de softwares, popularmente conhecido como “Extreme Go Horse”.Provocar a reflexão sobre os processos usados no desenvolvimento e na garantia de qualidade do que é entregue foi o meu objetivo. Comecei minha palestra fazendo uma analogia com uma situação que ocorreu na minha viagem para Florianópolis: o avião, ainda em solo, apresentou uma falha e os técnicos chegaram a literalmente “desligar e ligar novamente” por duas vezes para tentar solucionar o problema!

Também tive a incrível experiência de coordenar a trilha de Containers: O trabalho dos coordenadores começa na curadoria, quando classificamos e agrupamos as propostas por relevância e assunto. Pela manhã começamos a trilha com o tema Segurança em containers, passamos por tecnologias usadas para orquestração e troubleshooting. À tarde retomamos com tópicos mais avançados em otimização, performance na construção de imagens docker, tratamento de problemas comuns em produção, até chegarmos na aplicação de containers na usina de Itaipu!Uma demonstração de como executar automação web usando containers e de forma auto escalável enriqueceu bastante a trilha. Uma palestra focada no assunto contribuiu para entendermos com mais detalhes a arquitetura da tecnologia docker. A aplicação de containers no mundo serverless foi o tema que escolhemos para encerrar a trilha.Um diferencial do TDC é a abertura à todas as iniciativas de fomentar tecnologia, conhecimento e integração. A preocupação com acessibilidade é um ponto muito forte no evento também, tanto que algumas trilhas tiveram tradução simultânea em libras!Tive a oportunidade de tomar um café com o espetacular Alexandre Santos Costa (mundialmente conhecido por Magoo) que me deu várias dicas de como produzir conteúdo acessível. Uma delas é muito simples: ao compartilhar uma foto ou imagem em uma rede social ou até mesmo um slide, adicione uma descrição contando o que está na imagem usando a hashtag: #PraCegoVer antes da descrição. Com isso o leitor de tela vai ler a descrição e facilitar o entendimento do conteúdo. Fica a dica! Se tiver interesse em mais assuntos relacionados à acessibilidade veja também o perfil do meu colega Filipe Lopes que está envolvido em vários projetos de qualidade de software contemplando acessibilidade.Para finalizar com chave de ouro, enquanto estávamos no evento, a Sensedia acabava de ser anunciada como “Líder” no Forrester Wave Specialist API Strategy And Delivery Service Providers!!!A comemoração da equipe da Sensedia que estava no TDC rolou com direito a foto oficial e gritaria pelos corredores: We are leaders! #segueolider.Fique ligado: As próximas edições do TDC acontecerão em Belo Horizonte (13 a 15 de junho) e São Paulo (17 a 20 de Julho).

Obrigado pela leitura!

Voltar ao arquivo