April 14, 2020
Julia
Russo

Mesmo longe, estamos perto

É nítido o quanto esta pandemia tem mudado nosso comportamento, tem nos transformado, nos feito olhar por um ângulo agudo e nos aproximado das nossas pessoas.

Como tudo começou?

Semanas antes, nosso cenário era como uma Sensedia normal de segunda a sexta. Um cafézinho da Rose pela manhã, reuniões dos times sentados nos puffs, integrações de novos Sensediers, talks para compartilhar nossas iniciativas e conhecimentos, pessoas falando o dia todo, pessoas jogando videogame, pessoas de um lado para o outro, pessoas, pessoas e pessoas. Sem paredes, em um mesmo endereço. Então no dia 11 de março, tivemos nossa primeira reunião para discutir como iríamos nos posicionar frente a esse novo e grande desafio. Com os avanços do COVID-19, tivemos exatos 4 dias para planejar o que chamamos de “Teste 100% Full Home office”, este que foi liderado por pontos focais de diferentes áreas da Sensedia, para garantir que todas as nossas pessoas conseguissem trabalhar de casa, confortáveis, equipados, mas sobretudo seguros, física e mentalmente, acreditando que ele traria insumos para as melhorias necessárias para o trabalho 100% Full Home Office.Rapidamente, o que seria um “teste”, se tornou nossa realidade e desde então, passamos a realizar as nossas rotinas profissionais em casa, “working from home”. Buscamos nos adaptar ao contexto da quarentena de forma ágil, e vimos, que não é tão simples assim encontrar um local calmo para realizar reuniões à distância e manter o foco nas atividades do trabalho. Se você tem filho(s), não é só trabalhar, é uma dupla (ou até tripla) jornada, bem mais desgastante. Trabalhar com as crianças em casa, que estão sempre em busca de atenção, dar conta das tarefas domésticas, lidar com demandas que aparecem de repente, revezar o wi-fi com o cônjuge, enfim, conseguir conciliar vida pessoal e profissional é, no mínimo, complicado. Sim, existem muitos desafios por trás de uma câmera do computador desligada.

Então, o que deixa as coisas, aparentemente, mais fáceis?

O cuidado da empresa de forma genuína com cada um. O apoio e a empatia de uma pessoa com a outra. Saber que tudo bem se seu filho(a) aparecer em uma reunião, tudo bem se você tiver que se ausentar por um tempo para administrar as “coisas da casa”, tudo bem se seu computador estiver com a internet ruim, porque vocês precisam dividi-la com alguém. Tudo bem!

E como estamos passando por isso?

Em meio a tantas turbulências que estamos enfrentando, precisamos ajudar a tornar isso menos complicado e menos estressante.

“a área de People se mostrou, não só importante, mas vital para manter as pessoas conectadas ao negócio e gerando resultados com alta performance, mesmo diante de toda a inexatidão de tal cenário.” - Daniela Domingues - Head of People & Culture

Dessa forma, listamos abaixo 4 práticas que a Sensedia tem fortalecido para enfrentar essa crise:

1. Comunicação e transparência O pilar da Sensedia que mais tem se destacado nos últimos dias, é o “Humano”.Já tínhamos o costume de, mensalmente, realizar o WGO (“What’s Going On”), momento para deixarmos todos na mesma “página”, alinharmos objetivos e falarmos sobre nossos desafios e reconhecer nossas conquistas.Então, no cenário em que estamos, uma das principais iniciativas foi aproximar ainda mais nossos COO e CEO das pessoas, através de WGO’s mais curtos, duas vezes por semana, onde é abordado o posicionamento da Sensedia frente à crise. Criando, desta forma, um canal de comunicação direta, que busca passar as informações de maneira transparente: o que é essencial para que as pessoas se sintam mais confiantes diante de um contexto de incertezas. 2. Conexão humanaEntendemos que tudo vem das pessoas e tudo é direcionado a elas. O fator “conexão humana” é algo muito valorizado aqui. Sim, digo isso ao ouvir nosso CEO, Kleber Bacili, “Espero que todos estejam em casa, com saúde e bem”.Mesmo com todas as preocupações com os negócios, é importante olhar para cada um e analisar que, neste momento, ao “entrarmos na casa das pessoas”, seja por meio de rodas de conversa, em comemoração ao dia das mulheres, para praticarmos nosso inglês ou falarmos sobre temas como Inteligência Emocional e Comunicação não violenta, buscamos aproximar pessoas que estão em diversos Estados do país, passando por “estados” diferentes, estreitando assim nossos laços.3. Liderança genuína É tranquilizador saber que temos uma alta liderança que pensa em nós em meio a este caos, e tem feito tudo o que está ao seu alcance para conseguirmos trabalhar em nossas casas, com a certeza de que, muito em breve, estaremos de volta às nossas “mesas”. Tem sido um canal de comunicação muito direta, expondo preocupações com todos, decisões, mudanças de percurso e principalmente, o sentimento de realização, ao ver que continuamos caminhando muito bem, e mesmo com os desafios do trabalho remoto, apresentamos um aumento na nossa produtividade, fruto de muita dedicação. 4. Gestão ágil

“Estamos passando por momentos de muita incerteza, e é aí que a agilidade prospera (...) reação rápida à mudança, teste e validação rápidos, evolução rápida” - Gustavo Andrade - Agile Coach & Team Leader

Em meio a tudo o que estamos vivendo, é necessário nos reinventar por meio de uma gestão ágil, visto que aquilo que foi planejado no início do ano já não se encaixa mais com a Sensedia de hoje. Por isso, em cada equipe, em cada projeto, em cada área, tem investido em práticas que compõem a metodologia ágil, através de alinhamentos constantes, dailies, weeklies e 1:1s, revisões recorrentes do planejamento estratégico e análises constantes do cenário atual. (...)

Fato é, lidamos com pessoas reais e com necessidades reais, o tempo todo.

Às nossas pessoas que se engajaram e fizeram acontecer treinamentos online, entrevistas, meetups, lightning talks, e até mesmo happy hour online, nosso muito obrigada!Cada dia após o início do nosso “work from home”, nos trouxe um aprendizado novo, e nos fez pessoas melhores, mais preocupadas, mais inclinadas aos outros, mais dispostas e com certeza, mais felizes com o que temos, mesmo em meio ao que estamos vivendo. É um privilégio ser parte disso. Sairemos diferentes dessa, e com certeza, muito melhores!

Obrigado pela leitura!

Voltar ao arquivo