June 24, 2016
Ricardo
Peloi

APIs no Business Intelligence: entenda como funciona!

As métricas certas com certeza farão diferença no seu negócio. Como então aproveitar o potencial das APIs no Business Intelligence? Confira!

Na grande quantidade de siglas usadas em tecnologia, o nome API, muitas vezes, se perde. Não aqui no Blog da Sensedia! É claro, é nosso assunto preferido.A sigla API vem do inglês Application Programming Interface e significa interface de programação de aplicações.Já falamos muito sobre isso, inclusive com uma série completa sobre O Que São APIs. Confira!Se você caiu aqui de para-quedas, saiba que APIs são o conjunto de práticas estabelecidas por um software que permite que os aplicativos utilizem as suas funcionalidades e usem os seus serviços sem se envolverem em pormenores de implementação. Para contemplar melhor todas as possibilidades e nuances, sugiro que confira a série O Que São APIs. Eu espero você ler.Terminou? Continuemos!

As APIs no business intelligence

Quando as empresas começaram a usar a internet, duas décadas atrás, o número de visitantes de um site era um indicador bruto do sucesso do negócio, produto ou campanha de marketing.Ao longo dos anos, a medição de visitas ao site tornou-se mais sofisticada, utilizando métricas mais avançadas, como visitantes únicos, repetição de visita, conversão na ação desejada de compra de produto ou serviço.Essa é uma história muito interessante, e se quiser conhecer mais sobre a Evolução da Internet, dá uma olhada nesse artigo.Ao longo dos anos, a evolução da Internet experimentou um progresso ainda mais acentuado quando as organizações começaram a instalar APIs em suas plataformas, permitindo que aplicativos de terceiros pudessem acessar serviços e dados usando uma série de chamados do sistema através da rede.Ou seja, as famosas Web APIs.A partir daí, o sucesso de um serviço passou a ser medido em função do número de vezes que a API era chamada: quanto maior o número de vezes que a API era chamada, maior era o sucesso do serviço.Mas isso não é o fim dessa história. Muito pelo contrário. Estamos no ponto em que as APIs mais crescem em popularidade, flexibilidade e geração de negócios inovadores.Ou seja, suas métricas e possibilidades de análise em Business Intelligence só irá aumentar a partir de agora.Vamos ver como isso está acontecendo!

Milhões de chamados via API

Começando por um exemplo: se o objetivo é gerar clientes que pagam por um serviço, então a métrica para a API deverá ser medida pelo rendimento médio por usuário.Além disso, o engajamento é outro parâmetro a se ter em conta quando se mede um chamado via API. Talvez um dos mais importantes, já que tantas empresas buscam criar verdadeiros ecossistemas.Outras companhias detectaram que usuários que acessam as suas plataformas via aplicativo mobile têm um engajamento 65% superior aos que acessam via computador.Já se a API pretende atrair desenvolvedores para o serviço, então é importante definir métricas adequadas para eles, como o tempo que demora para um novo desenvolvedor até que a API efetue uma função básica, quantos desenvolvedores ativos existem, quantas referências um desenvolvedor pode fazer ou quantos desenvolvedores ficam presos em alguma parte da API e assim por diante.Esse assunto pode ser bastante extenso e sofisticado. Afinal, ele depende de boas estratégias de negócios e um planejamento adequado! Uma boa para você que está planejando uma estratégia de Transformação Digital é baixar nossos slides KPIs para APIs (clique aqui ou na imagem abaixo):

As métricas certas com certeza farão diferença no seu negócio. Como então aproveitar o potencial das APIs no Business Intelligence? Confira!

A importância de APIs bem elaboradas

Outra questão a se prestar atenção são as métricas internas.Números enganosos podem ser gerados se as instituições não considerarem os chamados via API gerados por funcionários da própria empresa, que em algumas situações representam acessos acima de 70%.As APIs internas são muito poderosas e baseiam grande parte do que temos em APIs hoje.

As métricas certas com certeza farão diferença no seu negócio. Como então aproveitar o potencial das APIs no Business Intelligence? Confira!

Fonte da imagem

Desenvolver uma API que esteja alinhada com o Business Intelligence é mais do que um diferencial, hoje em dia já é uma necessidade.As APIs precisam estar em perfeita sintonia com a realidade do mercado da sua área, definindo estratégias e objetivos conjuntos com o cliente.Desenvolver uma API de alta eficiência envolve um gerenciamento de qualidade, pois é ela que guiará os planos de ação, dirigindo os esforços para que os planos sejam bem executados e sua empresa consiga se destacar no mercado.Recomendo ainda om webinar sobre Gerenciamento de APIs, cobrindo os principais aspectos desse desafio! Confira clicando aqui ou na imagem:

As métricas certas com certeza farão diferença no seu negócio. Como então aproveitar o potencial das APIs no Business Intelligence? Confira!

Criação, gerenciamento e métricas

Falei aqui sobre os três pilares de uma estratégia de APIs eficiente. Essa estratégia pode ser o diferencial para seu negócio, gerando tanto análises poderosas (atrás de métricas bem estabelecidas) quanto inovação e engajamento com seus produtos.É claro, você precisa fazer o Design e o Gerenciamento adequado das suas APIs. O que poderia ser bem complicado, tornou-se bem mais claro com os conteúdos desse artigo.Está pronto para o desafio?

Obrigado pela leitura!

Voltar ao arquivo