August 13, 2017
Eduardo
Arantes

Como as APIs estão mudando a forma que pensamos

A linha entre mudar um conceito e destrui-lo (e trazer um substituto) é tênue. Sim, as APIs podem mudar o modo como pensamos. Veja como.

Tecnologia é sinônimo de mudança. No século XXI, isso chega a extremos nunca antes vistos na humanidade, e a tendência é que isso só aumente. E a mudança já vem envolvendo negócios, startups e círculos de tecnologia há alguns anos. As pessoas, porém, são menos afetadas pelos meandros, uma vez que a maioria só recebe o último elo da tecnologia. As APIs têm uma capacidade maior do que outras tecnologias em mudar o mundo. Mas elas também estão alterando o jeito como pensamos?Sem enrolar: Sim, as APIs podem mudar o modo como pensamos. Em termos de evolução digital, hoje as APIs estão no foco da mudança e inovação. Apesar de não terem noção, os usuários finais de serviços e apps usam APIs todos os dias. Infraestrutura de computação em nuvem, e-commerce, aplicativos mobile, jogos e login de redes sociais - APIs estão na ponta dos seus dedos o tempo todo.

Mudança ou destruição?

A linha entre mudar um conceito e destruí-lo (e trazer um substituto) é tênue. Isso é válido inclusive para alguns conceitos bastante sólidos do mundo analógico.Por exemplo, a indústria de hotéis, hoje ameaçada por modelos como o da AirBnB (que dão o poder à qualquer indivíduo de se tornar um gerente de hotel), ou a base do entretenimento, que teve gigantes como a BlockBuster (chegando a 9000 lojas e 60 mil empregados no mundo todo), e que hoje é avassaladoramente dominada pelo Netflix. De fato, 34 por cento de todo o tráfego de dados da Internet é de responsabilidade do Netflix. Incrível!Esse domínio foi possibilitado por uma API muito bem desenhada pela Netflix. Ao criar uma série de Blocos básicos do serviço, a implementação de um aplicativo específico para determinado dispositivo (como Smartphones, SmartTVs, videogames, etc) se tornou muito simples, reduzindo o tempo de implementação e muitos custos envolvidos.Com essa estratégia, o Netflix conseguiu desbancar uma boa parte da indústria de televisão. Usando APIs e mesmo que ela seja exclusivamente interna aos departamentos, foi possível gerar uma enorme quantidade de valor.Nesse mesmo sentido, outro player que vêm à mente é a Amazon. É estranho pensar que eles começaram como uma livraria online. Porém, já faz alguns anos que uma exigência da Diretoria é que cada equipe de desenvolvimento exponha APIs e também consuma APIs de seus colegas. Ou seja, toda a comunicação de dados da Amazon é feita através de APIs. E não somente internamente (como o Netflix), mas as mesmas APIs são disponibilizadas para devs externos.Vemos isso no Amazon Web Services (AWS). Para ter uma loja online poderosa e estável, foi preciso contratar um esquema robusto de hardware de servidores nuvem. O know-how gerado levou-os a pensar: “Podemos vender isso”. O resultado é que hoje, qualquer dev no mundo consegue levantar um ecossistema completo sem precisar comprar ou contratar uma peça de servidor sequer: basta usar o AWS e você estará rodando na nuvem da Amazon. E isso através de API.Hoje, o valor do AWS está em 50 bilhões de dólares.Qualquer indústria pode ser rompida dessa maneira. De fato, é uma questão de tempo para que certos segmentos mais tradicionais de mercado permaneçam tradicionais e se tornem orientados a APIs.

Como as APIs conseguem romper com a forma que pensamos?

O analista de Marketing Brian Solis escreveu que tecnologia evolui mais rápido do que nossa habilidade de se adaptar à ela. Mesmo que o ser humano seja resistente a mudanças, estamos nos adaptando cada vez mais rápido à tudo à nossa volta. Compare, por exemplo, o tempo que a TV ou o telefone demoraram para fazer parte da vida das pessoas, em comparação com os smartphones.Pensando nesse cenário, as APIs se encaixam perfeitamente. Elas permitem que nossas expectativas sejam rapidamente adaptadas e atualizadas às novas realidades de mercado. Isso é traduzido em situações do tipo: “Por que não existe uma app que faça isso?” ou “Eu leio isso no celular quando estiver na fila do banco” ou “Seria bem mais fácil se eu fizesse login com o Facebook”.Tais pensamentos são disruptivos por si só, o que torna a camada de consumidores mais exigente, pressionando os negócios a criarem suas próprias alterações na realidade anterior. Exemplos como do Netflix e da Amazon, acima, não seriam possíveis sem tal pressão social, a qual é impulsionada pelo Poder das APIs:

  • Velocidade: quer mudanças já? APIs facilitam implementações que satisfaçam expectativas;
  • Alcance: tecnologias inovadores passaram a ser criadas em startups e pequenas empresas, muitas vezes distantes das grandes corporações (que acabam sendo mais lentas em adaptar grandes mudanças);
  • Volume de dados: Tecnologia da Informação tem esse nome por um bom motivo ;)
  • Monetização e lucro em sua raiz: como tornar rentáveis os seus principais ativos e valores? Uma API é um portal para a distribuição de valor em forma de dados.

As APIs são a cola que gruda o mundo

A Forbes denominou as APIs como “cola digital”, e enquanto os leigos estão usando e abusando de APIs sem perceber, o fenômeno já foi percebido pelas empresas. Segundo o Gartner, das 1000 maiores empresas do mundo, três quartos já estão usando APIs públicas em suas estratégias.Sua empresa não se encaixou nessa porcentagem? A equipe de desenvolvimento ama APIs e está pronta para adotar, mas a Diretoria (ainda) não vê valor e não quer investir? O que você está esperando para começar a evangelização?Nossa dica é que você tome partido da cola do mundo, pois as mudanças de negócios e pensamentos estão cada vez mais rápido. Algumas dicas para alavancar o uso de APIs no seu negócio:1 - Eduque seu chefe: é ele quem paga a conta, apesar de ser você quem garante o sucesso da API quando ela for implementada. E se o CEO, a equipe de Marketing, a equipe de Vendas não sabem o que é uma API ou porque o Dev Team fica tão entusiasmado com isso, não vai dar certo. Seu papel é falar sobre isso sempre que possível, estudar sobre o assunto e se tornar um promotor. Só assim aqueles que são afetados indiretamente irão também se convencer.2 - Use APIs: ninguém se convenceu com seu discurso? Então use APIs. Crie projetos com APIs. Mostre que os serviços mais legais da Internet são baseados em APIs ou expõem dados através de APIs. Isso permite que seu conhecimento sobre o assunto aumente, assim como o das pessoas ao seu redor (supondo que você esteja educando-os).3 - Teste e Experimente: Organize hackthons internos para incentivar a criação e inovação aberta. Tente incorporar processos externos aos processos internos através de APIs. É bem divertido e possibilita diálogo entre as diferentes partes da organização. Aproveite também para conhecer diferentes APIs (veja nosso post sobre 5 sites para descobrir APIs) e ver qual mais se encaixa à sua estratégia e necessidades.As APIs possibilitaram parcerias que nunca que seriam possíveis antes e são uma das forças motrizes mais poderosas nas mudanças de paradigma para negócios. O poder está nas mãos dos devs. Eles têm a oportunidade de usar APIs e ser a força de mudança.Conheça mais sobre a Sensedia API Platform e saiba como estamos revolucionando empresas, ou se preferir, entre em contato diretamente conosco.[activecampaign form=62]

Obrigado pela leitura!

Voltar ao arquivo